quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Mário Júlio é José em "Almoço de Família"


Mário Júlio Reis
Começou no teatro em 1976, depois das experiências escolares, no teatro universitário. Estudou expressão dramática e teatral na Escola do Magistério Primário do Porto com o Professor Francisco Beja, Ainda no Porto fez parte, como actor do Grupo T5: teatro de intervenção para a infância.
No Cartaxo trabalhou em teatro para crianças desenvolvendo uma corrente baseada na manipulação de objectos do quotidiano com o TAC -  Teatro Amadores Combate, do qual fez parte da formação.
Membro da Direção da Associação Regional de Santarém do Teatro de Amadores. Formador de Expressão Dramática do Centro de Atividades Pedagógicas do Norte do Distrito de Santarém. Formador de Expressão Teatral e de Teatro de Fantoches do FAOJ de Santarém. Formador de Expressão Dramática e Coreográfica do Centro de Formação da Associação de Escolas do Cartaxo e Azambuja.
Actualmente dirige o Kaspiadas – Grupo Cénico da Casa do Povo de Pontével onde encenou o espectáculo para a infância “Farruncha”.
É sócio fundador da Área de Serviço onde é responsável pela montagens e construção cenográfica e fez parte dos espectáculos  “O Marido Ideal”, “O Crime de Aldeia Velha”, “As Alegres Comadres de Windsor”, “O Inspector Geral”, “Pânico”, “Pânico nas Masmorras de Ourique”, “O Dinheiro Não é Tudo na Vida”, “para lá do Pânico!”, “Escândalo nas Notícias da Noite”, “Pouco Barulho!”,  “Mar” e “Morto, Mas Pouco!”.

Sem comentários:

Enviar um comentário